Legado

E assim vão se as horas
Nessa leva vão se dias
O tempo que me leva
Não me traz só alegrias

Por isso teço versos
Alegorias pouco alegres
Anomalias com nomes predefinidos
Histerias eufóricas

E assim a vida segue
A morte no seu encalço
Novo começo a espreita
Conservação de energia

Não é hora pra falar disso?
Não é hora pra calar o grito
Sublinhado ou negrito
Que não faz nenhum som

Faço votos que esses versos
Ecoem no universo
E assim dispersos
Propaguem-se indiscretos
Eternos enquanto durarem

Mas isso é meu ego
Que sufocado toma fôlego novo
E de novo e de novo

Meu legado são meias palavras
Frases desconectadas
Aparentemente não criam nada
Meu legado é meu coração




Anúncios

Publicado por

Tiel

Infornógrafo, Escrevedor - e Músico - hobistas, e amante das muitas artes; entusiasta da filosofia hacker e amante da lógica; "Mobileiro" da Via Lactea(at Mobious) "Minhas paixões falam por mim. E falar delas é fácil: sou imensamente apaixonado pelo processo criativo! Onde de sutil há criatividade, estou fascinado e/ou criando!"

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s