Poesia

café~

Seu cheiro é irresistível;
Inunda o ambiente,
e quase não há quem fique imune;
Causa inquietação,
chama pra ação de sorver o néctar.

Me tira o sono.
E me “acorda” pela manhã.
Me dá ânimo,
quando estou esgotado…
De fato teu nome
carrega uma partícula de fé.

Música

Sou Eu Quem Te Faz Tão Bem

Eu não sou perfeito.
Nem você, meu bem.
Mas nós dois sabemos
Sou eu quem te faz tão bem.

Sou eu quem conhece teus medos.
Sou eu quem compartilha dos teus planos.
Sou eu quem conhece teus segredos mais insanos.

Você não tem o direito de julgar ninguém.
Se for me criticar, pense bem!

Sou eu quem conhece teus medos.
Sou eu quem compartilha dos teus planos.
Sou eu quem conhece teus segredos mais insanos.

Eu não sou perfeito.
Nem você, meu bem.
Mas nós dois sabemos
É você quem me faz tão bem.

Poesia

Deus Faz Poesia

“Deus faz poesia”. Epifania!
De que outra forma Ele te faria?
E não ouso dizer que seja minha…
Não é sob medida!

Nós é que certamente
nos guiamos pelas linhas tortas,
de pontas soltas,
que levam a lugar algum.

E cá nos encontramos,
E cunhamos “Deus escreve certo…”.
Mas Deus não escreve roteiros,
só desenha cenários e personagens.
E é expectador de todas as possibilidades.

Ouvindo The Day We Never Met – Crash Test Dummies

Poesia

Persona Poesia

Poesia, Poesia minha…
_Você possui um espelho? “Porque não me possui.”
“O que isso quer dizer a essa altura?”

Poesia, Poesia minha,
Existe poema que te mereça por inteiro?
_O amor do poeta que me amou primeiro.

Poesia, Poesia minha,
então sou indigno?
_Bem sabes, quando foi possessivo.

Poesia, Poesia minha,
Existe tal poema?
_Ó Poeta, junte os pedaços.
Me tens ao teu lado,
parcialmente,
mas não crio laços.

Poesia · Uncategorized

Psicodélico

Ouvi de um amigo sobre a notícia de profissionais do vale do silício usarem microdoses de LSD para aumentar a criatividade e pensei “que viagem” xD. Disso cheguei a isto: uma abordagem absurda somente, não estou sob efeito de drogas – exceto a “droga” da vida, em “religiosas” microdosagens(só fazendo pilhéria).

Edit: Psicodélico é um título mais apropriado a este poema.

Eu, lírico.
Eu, psicodélico.
Eu, cínico.
Eu, maquiavélico.

Enfim justificou-se o meio,
E de “boa intenção” eu é que estou cheio.

Você, musa.
Você me usa.
Eu, convicto.
Eu, adicto.